Desmoronamento de mina na China deixa 25 pessoas presas

Um total de 25 pessoas permanecem presas devido a um desmoronamento em uma mina na cidade chinesa de Linyi

Pequim – Um total de 25 pessoas permanecem presas devido a um desmoronamento em uma mina na cidade chinesa de Linyi, que gerou um tremor equivalente ao de um terremoto de 4 graus na escala Richter, enquanto outras quatro foram resgatadas, informaram as autoridades locais.

As equipes de salvamento tentam resgatar seis pessoas que foram localizadas, ao mesmo tempo em que continuam a busca das 19 restantes, ainda desaparecidas, segundo um porta-voz do governo do condado de Pingyi.

O desmoronamento aconteceu às 7h56 (local, 21h56 da quinta-feira em Brasília) em uma mina de propriedade da empresa Yurong, dedicada à extração de gesso e situada no condado de Pingyi, na província de Shandong, no leste do país.

As primeiras investigações indicam que o acidente aconteceu em consequência do desabamento de outra escavação próxima, já fechada e desativada.

Tamanho foi o desmoronamento que gerou um tremor equivalente ao de um terremoto de 4 graus na escala Richter e foi detectado pelo Centro de Redes de Terremotos da China.

Além disso, a rede de televisão oficial “CCTV” publicou em seu perfil no Twitter várias fotografias de estradas com fendas causadas supostamente pelo acidente da mina.