Debate entre Hillary e Trump bate recorde de audiência

Os primeiros dados de audiência televisiva, que inclui 12 canais, indicam que o debate foi acompanhado por pelo menos 80,9 milhões de pessoas

Washington – O primeiro debate entre os candidatos à presidência dos Estados Unidos, que colocou a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump frente a frente ontem, foi visto por mais de 80 milhões de espectadores, segundo dados preliminares da empresa de consultoria Nielsen divulgados nesta terça-feira.

Os primeiros dados de audiência televisiva, que inclui 12 canais, mas não a emissora pública “PBS” e a “CSPAN”, indicam que o debate foi acompanhado por pelo menos 80,9 milhões de pessoas, um número que ainda deve aumentar.

Os dados também não computam aqueles que seguiram o debate pela internet, já que o primeiro confronto de ideias entre os candidatos foi transmitido no Facebook, Twitter e YouTube, entre outros.

As quatro emissoras de televisão aberta (“CBS”, “ABC”, “NBC” e “Fox”) obtiveram uma audiência combinada de 45,3 milhões de espectadores.

Por sua vez, as três grandes redes de televisão a cabo (“Fox News”, “CNN” e “MSNBC”) atraíram conjuntamente 26,1 milhões de pessoas.

Estes níveis de audiência, que serão maiores quando são incluídos os outros veículos de comunicação, quebram o recorde do debate de 1980 entre o então presidente americano, Jimmy Carter, e o republicano Ronald Reagan.

Segundo dados históricos da Nielsen, aquele tête-à-tête reuniu em frente às telas das três grandes emissoras abertas da época (“ABC”, “CBS” e “NBC”) 80,6 milhões de pessoas.

Além disso, o esperado primeiro debate entre Hillary e Trump na Universidade Hofstra de Long Island (Nova York) fulminou o índice de audiência do confronto de 2012 entre o presidente Barack Obama e o republicano Mitt Romney, que foi visto por 37,2 milhões de americanos.

Os veículos de comunicação americanos esperavam que 100 milhões de pessoas acompanhassem o primeiro debate entre Hillary e Trump, situando este evento político à altura do maior acontecimento esportivo do país: o Super Bowl, a grande final do futebol americano.