Cuba expressa apoio a Maduro após derrota na Venezuela

A oposição conquistou o controle do Parlamento da Venezuela com a eleição de pelo menos 99 de 167 deputados

O presidente de Cuba, Raúl Castro, afirmou nesta segunda-feira que o chavismo travou uma “extraordinária batalha” nas eleições legislativas que perdeu no domingo, na Venezuela, e reiterou seu apoio incondicional ao colega Nicolás Maduro.

“Estimado Maduro: segui, minuto a minuto, a extraordinária batalha que travou e ouviu com admiração tuas palavas. Estou seguro de que virão novas vitórias na Revolução Bolivariana”, escreveu Castro em mensagem publicada no jornal oficial Granma.

A oposição conquistou o controle do Parlamento da Venezuela com a eleição de pelo menos 99 de 167 deputados, uma votação de castigo ao governo do presidente Nicolás Maduro que acaba com 16 anos de hegemonia chavista no país.

O governo conquistou 46 cadeiras e outras 22 ainda estão indefinidas, segundo o Conselho Nacional Eleitoral (CNE), o que significa que não está descartado que a oposição, que já tem maioria simples, alcance a maioria absoluta (101 deputados).

Pouco depois do anúncio do resultado oficial, Maduro aceitou a derrota: “Viemos com nossa moral, com nossa ética, reconhecer estes resultados adversos, aceitá-los e dizer para a nossa Venezuela que a Constituição e a democracia triunfaram”.