Coreia do Sul e Japão isolam milhões de aves por gripe aviária

Ministério da Agricultura sul-coreano disse nesta segunda-feira que ordenou sacrificar mais 2,4 milhões de pássaros

Seul – A Coreia do Sul e o Japão ordenaram que mais aves de criadouros sejam isoladas para conter surtos de gripe aviária, informaram autoridades dos dois países.

O Ministério da Agricultura sul-coreano disse nesta segunda-feira que ordenou sacrificar mais 2,4 milhões de pássaros, elevando o número total para a cifra recorde de 18,4 milhões de aves desde o primeiro surto de gripe aviária ser relatado em um criadouro no dia 18 de novembro.

A pasta afirmou que a epidemia da cepa H5N6 da gripe aviária, que é altamente patogênica, é mais grave do que a cepa H5N8, que se espalhou pelo país em 2014 e 2015 antes de ser controlada.

O ministério disse que a H5N8 também foi descoberta neste mês nas fezes de aves migratórias, mas que não foi vista nos criadouros.

No Japão, as autoridades de Hokkaido, ilha do norte do país, disseram no final de semana que cerca de 210 mil galinhas estavam sendo abatidas depois de a gripe aviária ter sido detectada em um criadouro da cidade de Shimizu. Trata-se do quinto surto japonês relatado desde o final de novembro. Desde então, quase 800 mil galinhas foram sacrificadas.

Partes da Europa e de Israel também foram atingidas pelo vírus H5N8.