Coreia do Norte melhora produção de armas, diz Seul

A Coreia do Norte melhorou sua tecnologia de produção de armas atômicas com plutônio e seria capaz de fabricar oito ogivas nucleares, diz a Coreia do Sul

Seul – A Coreia do Norte melhorou sua tecnologia de produção de armas atômicas com plutônio e seria capaz de fabricar oito ogivas nucleares a partir desse material radioativo, afirmaram nesta sexta-feira fontes de serviços de inteligência de Seul.

Pyongyang teria capacidade para produzir uma ogiva nuclear a partir de aproximadamente 5 quilogramas de plutônio, e dispõe atualmente de 40 quilogramas do material, segundo um alto cargo dos serviços de inteligência do governo sul-coreano em entrevista à agência local “Yonhap”.

Isso representa um avanço significativo do programa nuclear norte-coreano, que, de acordo com a estimativa anterior de Seul, precisava de 6 quilogramas de plutônio para fabricar uma ogiva.

Os serviços de inteligência sul-coreanos acrescentaram que o regime liderado por Kim Jong-un pode ter aumentado sua disponibilidade de plutônio nos últimos meses e com isso seria capaz de produzir mais de oito ogivas nucleares.

Seul considera que o programa de armamento nuclear do vizinho do Norte chegou a um alto desenvolvimento tecnológico – de fato realizou três detonações em 2006, 2009 e 2013 -, mas a capacidade ou não de miniaturizar os explosivos atômicos para instalá-los nas ogivas de seus mísseis continua sendo uma incógnita.

Segundo o Ministério da Defesa sul-coreano, Pyongyang obteve cerca de 40 quilogramas de plutônio apto para a fabricação de armas mediante o reprocessamento contínuo de barras de combustível gasto – usadas previamente em um reator.

A Coreia do Sul também dá como certo que o país vizinho está trabalhando em um programa de urânio altamente enriquecido.

O líder norte-coreano, por sua vez, anunciou em várias ocasiões que o país possui armas nucleares e que o recurso é o principal pilar de sua defesa diante de supostos planos de invasão do país por parte dos Estados Unidos. No último domingo, ele afirmou pela primeira vez possuir a bomba de hidrogênio.