Coreia do Norte ameaça romper diálogo por bolas de gás

Coreia do Norte ameaçou suspender acordo ao acusar a vizinha do Sul de não impedir o lançamento de bolas de gás com propaganda

Seul – A Coreia do Norte ameaçou suspender o acordo assinado para retomar as conversas de alto nível, ao acusar a Coreia do Sul de não impedir o lançamento de bolas de gás com propaganda, informou nesta segunda-feira o Ministério da Unificação de Seul.

A Comissão Nacional de Defesa, um dos maiores órgãos de poder do regime de Kim Jong-un, enviou um fax no domingo para o escritório presidencial sul-coreano no qual assegurou se ver obrigado a reconsiderar o pacto para retomar o diálogo, disse à Agência Efe uma representante do Ministério.

Na mensagem, o Governo da Coreia do Norte pediu ao do Sul para “refletir sobre se é possível manter um contato de alto nível nestas condições”, citou a funcionária de Seul.

Concretamente, a Comissão Nacional de Defesa acusou o Executivo sul-coreano de não ter feito nada para impedir que ativistas de ONGs do Sul enviassem no sábado para o Norte dezenas de milhares de panfletos de propaganda através da fronteira entre ambos os países.

Seul respondeu nesta segunda a Pyongyang, em mensagem na qual reiterou sua postura de que “não existe um marco legal para impedir o lançamento de balões, já que os ativistas estão amparados pelo direito à liberdade de expressão refletido na Constituição”, segundo a porta-voz.

A Coreia do Sul também aproveitou para reiterar sua proposta de retomar as conversas de alto nível nesta quinta-feira, dia 30, pedido ao qual o Norte ainda não respondeu.