Confrontos entre partidos na Turquia matam 8

Em um saldo total de 30 pessoas feridas, 14 delas estão em estado grave

Ancara – Pelo menos oito pessoas morreram e 17 ficaram feridas em vários confrontos entre partidários de diferentes candidatos a prefeito nas eleições municipais realizadas neste domingo na Turquia, informou a imprensa local.

Na província de Sanliurfa, no sudeste do país, seis pessoas morreram em uma briga entre partidários de candidatos do partido governamental AKP e do pró-curdo BDP, enquanto em Hatay, também ao sudeste, houve outras duas mortes em uma briga entre defensores de candidatos.

Confrontos similares ocorreram em outras cinco cidades, com um saldo total de 30 pessoas feridas, 14 delas com gravidade. Um dos incidentes aconteceu em Kucukcayir, cidade natal do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, onde um policial ficou ferido ao tentar separar dois candidatos.

Outros dois agentes ficaram feridos em outro confronto entre simpatizantes do AKP e do BDP na província de Diyarbakir. Em Istambul, duas ativistas da rede feminista de protesto Femen invadiram um colégio eleitoral onde Erdogan normalmente vota e deixaram os seios à mostra.

Tanto a oposição como o governo apresentaram estas eleições como um espécie de moção de confiança ao primeiro-ministro islamita, acusado de corrupção e de crescente autoritarismo.

A imprensa local fala em um elevado comparecimento às urnas, com longas filas em frente aos colégios eleitorais, e o próprio Erdogan declarou, após votar, que a participação popular era muito alta.