Coalizão nega ter bombardeado acampamento militar sírio

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Síria condenou ataque da coligação internacional, que atingiu um acampamento do Exército e matou quatro soldados

A coligação internacional liderada pelos Estados Unidos negou hoje (7) ter bombardeado um acampamento do Exército sírio na localidade de Deir Ezzor, como afirmou o governo de Damasco e o Observatório Sírio dos Direito Humanos.

“Estamos a par dessas informações que apareceram na imprensa, mas não lançamos qualquer ataque nessa parte de Deir Ezzor, mas sim a 55 quilômetros desse local”, disse à agência francesa AFP o porta-voz da coligação, coronel Steve Warren.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Síria condenou hoje o ataque da coligação internacional, que atingiu um acampamento do Exército e matou quatro soldados.

“A República Árabe da Síria condena energicamente esta flagrante agressão das forças da coligação liderada pelos Estados Unidos, que violam de forma evidente os objetivos da Carta das Nações Unidas”,  diz comunicado do chefe da diplomacia síria, citado pela imprensa estatal.