Clube de golfe de Trump é condenado a pagar quase US$ 6 milhões

Empresa foi condenada a pagar ex-membros que exigiam reembolso do valor de títulos pagos, depois de uma mudança de regras decretada por Trump

Nesta quarta-feira (1º), um tribunal da Flórida condenou um clube de golfe – propriedade do presidente americano, Donald Trump – a pagar cerca de US$ 6 milhões a ex-membros que exigiam o reembolso do valor dos títulos.

Esses ex-membros haviam anunciado sua vontade de deixar o clube comprado por Trump em 2012. As regras do estabelecimento lhes permitiam continuar jogando, enquanto não fossem encontrados novos sócios.

A nova direção controlada por Trump mudou essas regras e lhes proibiu qualquer acesso ao clube. Também se negou a lhes devolver seus depósitos.

O juiz federal Kenneth Marra, de West Palm Beach, considerou que a medida foi ilegal e acolheu a ação dos 65 demandantes. Agora, o Trump National Golf Club Jupiter terá de desembolsar US$ 4,8 milhões, mais US$ 900 mil em juros.