Clérigo xiita do Iraque pede acordo de cargos até terça

Grão-aiatolá Ali Sistani pediu que blocos cheguem a acordo para a escolha do primeiro-ministro do próximo governo, presidente e presidente do Parlamento

Bagdá – A maior autoridade xiita do Iraque, o grão-aiatolá Ali Sistani, o mais influente clérigo da seita majoritária no país, pediu nesta sexta-feira que os blocos políticos do Iraque cheguem a um acordo para a escolha do primeiro-ministro do próximo governo, presidente e presidente do Parlamento, antes de o Parlamento se reunir.

Ele disse que depois do decreto presidencial para a convocação do novo Parlamento na terça-feira, “o que é exigido dos blocos políticos é chegar a acordo sobre as três presidências nos dias restantes até essa data”, referindo-se aos cargos de primeiro-ministro, presidente e presidente do Parlamento.

Em um discurso semelhante na semana passada, ele afirmou que um novo Parlamento deveria começar a trabalhar e iniciar o processo de formação de um novo governo o mais rápido possível.

O primeiro-ministro Nuri al-Maliki, que enfrenta crescentes apelos de seus adversários e de alguns de seus ex-aliados para deixar o cargo, enquanto tenta conquistar um terceiro mandato, disse que está comprometido com o processo de formação de um novo governo.

O discurso de Sistani foi lido por seu representante, o xeque Abdel Mehdi al-Karbalai, no santuário do imã Hussein em Karbala, diante de milhares de seguidores.

Reverenciado por milhões, o aiatolá vem congregando a população xiita do Iraque ao mesmo tempo em que grupos armados sunitas, liderados pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), se apoderavam de grandes áreas do norte do Iraque desde 10 de junho e rumam para Bagdá.