China terá sua primeira floresta vertical (e ela será incrível)

Colosso verde composto por duas torres terá 1100 árvores de 23 espécies locais, além de 2500 plantas e arbustos

São Paulo – No país onde o céu é o limite para a construção civil, uma floresta vertical está ganhando vida. O colosso verde é o primeiro do tipo na China e em toda a Ásia.

Ele está sendo erguido na cidade chinesa de Nanjing e será composto por dois edifícios estilizados que trarão em suas fachadas 1100 árvores de 23 espécies locais.

Outras 2500 plantas e arbustos em cascata cobrirão uma área de 6.000 metros quadrados, uma verdadeira floresta vertical que ajudará a regenerar a biodiversidade local.

Nanjing Green Towers: projeto será composto por duas torres repletas de verde.

Nanjing Green Towers: projeto será composto por duas torres repletas de verde. (Stefano Boeri/Reprodução)

O projeto, chamado de Nanjing Green Towers, é assinado pelo arquiteto italiano Stefano Boeri, que já projetou duas torres semelhantes em Milão, na Itália, conhecidas como Bosco Verticale, e outras duas em desenvolvimento em Lausanne, na Suíça.

Segundo o arquiteto, a floresta vertical de Najing proporcionará uma absorção de 25 toneladas de CO2 por ano e produzirá cerca de 60 kg de oxigênio por dia. Um sopro de ar fresco para uma cidade onde o índice de qualidade do ar comumente beira o “insalubre”.

As torres terão respectivamente 199 e 107 metros. A mais alta vai abrigar escritórios, um museu, um clube no terraço e uma escola de arquitetura sustentável. A menor abrigará uma piscina na cobertura e um hotel Hyatt com 247 quartos. O projeto deverá ficar pronto até 2018

Stefano Boeri tem planos para construir estruturas semelhantes em outras cidades chineses, como Chongqing, Shijiazhuang, Liuzhou, Guizhou e Xangai.

Veja também