China investirá US$ 30 milhões em restauração de ruínas romanas

Antiga fortaleza foi erguida em um povoado no noroeste do país por soldados do Império Romano que fugiam de uma batalha

Pequim – O governo da China investirá cerca de US$ 30 milhões até 2013 para restaurar o antigo povoado de Liqian, que aparentemente foi um assentamento romano no atual condado de Yongchang, no noroeste do país, informou nesta sexta-feira o jornal local “Lanzhou Morning Post”.

Estima-se que soldados do Império Romano em fuga após terem sido derrotados em batalhas se refugiaram nessa região. O projeto de restauração visa remodelar as ruínas de uma antiga fortaleza construída em forma muito similar às estruturas de defesa romanas e que abrange um quilômetro quadrado, segundo o jornal “China Daily”.

A reconstrução do assentamento restaurará residências em estilo romano, um templo, uma rua e uma praça, segundo as fontes. Cerca de cem famílias vivem em Liqian, uma região com laços históricos com o Império Romano na fronteira do Deserto de Gobi.