China cria nova agência anticorrupção

Novo órgão vai supervisionar as ações de funcionários de todos os escalões do governo

Pequim – A China anunciou nesta semana um novo órgão de combate à corrupção para supervisionar as ações de funcionários de todos os escalões do governo.

Especialistas, no entanto, temem que o novo órgão dê ainda mais influência ao presidente Xi Jinping, cujo cargo já acumula bastante poder.

Segundo autoridades, a “comissão supervisora nacional” deve começar a funcionar no ano que vem irá mirar em propinas e desvio de função tanto dos funcionários mais baixos quanto dos mais altos do governo, com poderes de interrogar e deter suspeitos, congelar ativos e, em alguns casos, conceber punições.

O órgão irá juntar diversas agências supervisoras e centralizar a atividade da vasta burocracia chinesa. No papel, ela irá responder diretamente ao Parlamento.

“Nosso objetivo é aprofundar as reformas do sistema supervisor e fortalecer a liderança centralizada e unificada do partido sobre os esforços anticorrupção”.

Desde que chegou ao poder, no fim de 2012, Xi tem feito uma campanha contra a corrupção que vitimou rivais, melhorou sua popularidade e ajudou a elevá-lo ao posto de um dos líderes mais dominantes das últimas décadas. Fonte: Associated Press.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s