China coloca em funcionamento seu primeiro reator nuclar de quarta geração

Com a tecnologia, o país pretende reduzir seu consumo de urânio e minimizar a produção de dejetos radioativos

Pequim – A China colocou em andamento seu primeiro reator de nêutrons rápidos, chamado de quarta geração, uma tecnologia com a qual pretende reduzir seu consumo de urânio e minimizar a produção de dejetos radioativos, informou o Instituto Chinês de Energia Atômica (CIAE).

Este reator experimental, de uma potência elétrica de 20 megavatts e que foi conectado à rede elétrica, é o resultado de mais de 20 anos de pesquisas.

As reservas de urânio na China são limitadas e o país deverá importar esse mineral com o desenvolvimento de seu programa nuclear civil.