China ainda conduz ciberespionagem contra EUA

O diretor da Inteligência Nacional disse, no entanto, que há sinais de uma certa redução nas atividades

A China continua a realizar ações de ciberespionagem contra interesses americanos, embora o ritmo dessas operações tenha diminuído, declarou nesta quinta-feira o diretor da Inteligência Nacional, James Clapper, em uma audiência no Senado.

A China “continua a realizar” atividades de ciberespionagem “contra o governo dos Estados Unidos, seus aliados e empresas americanas”, mas há “uma certa redução” de tais atividades, disse Clapper.