Chega a 1.000 mortos em desabamento de prédio em Bangladesh

O setor têxtil é fundamental para a economia de Bangladesh, segundo maior produtor de roupas do mundo, atrás apenas da China

O registro de mortes do maior desastre industrial de Bangladesh chegou a 1.000 nesta sexta-feira, depois que mais corpos foram encontrados no prédio de nove andares que desabou perto da capital Dacca.

O porta-voz do Exército, capitão Shahnewaz Zakaria, disse à AFP que o “registro de mortes está em 1.000” no momento em que as operações de resgate entraram no 17º dia desde que o edifício desabou na cidade de Savar, 30 quilômetros a sudoeste de Dacca.

Nesta quinta, em outra tragédia ligada às condições precárias de trabalho no setor têxtil no país, pelo menos oito pessoas morreram no incêndio de uma confecção no bairro de Darussalam de Dacca.

O setor têxtil é fundamental para a economia de Bangladesh, segundo maior produtor de roupas do mundo, atrás apenas da China.