Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Chefe do grupo extremista Fateh al-Sham morre em bombardeio

Na quinta-feira (5), o Pentágono anunciou a morte de cerca de 20 combatentes da Al-Qaeda em dois bombardeios

Um dos chefes do grupo extremista Fateh Al-Sham foi abatido nesta sexta-feira (6) por um “drone” no noroeste da Síria – informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Há semanas, esse ex-braço sírio da Al-Qaeda segue sob ataque aéreo.

“Um dirigente do Fateh Al-Sham, chamado Abulhasan Tftanaz, morreu em bombardeios de drone” na região de Taftanaz, na província de Idlib, afirmou o Observatório.

“Outro dirigente e o filho de Abulhasan morreram no mesmo bombardeio”, ressaltou o OSDH.

Na quinta-feira (5), o Pentágono anunciou a morte de cerca de 20 combatentes da Al-Qaeda em dois bombardeios, realizados no domingo (1º) e na terça (3), na província de Idlib. Segundo o OSDH, pelo menos 35 membros do Fateh Al-Sham foram mortos desde domingo.

O OSDH havia indicado que ambos os bombardeios foram dirigidos, principalmente, contra um quartel-general do Fateh Al-Sham perto da localidade de Sarmada.

Grande parte da província de Idlib está nas mãos do Fateh Al-Sham e de grupos rebeldes aliados.

Também nesta sexta, as Forças Democráticas Sírias (FDS) – uma aliança curdo-árabe apoiada pelos Estados Unidos – conquistaram uma antiga fortaleza próxima à maior prisão do grupo Estado Islâmico (EI) perto de Raqa, no norte da Síria, informou o OSDH.

O Observatório relatou que a fortaleza foi capturada depois de uma sangrenta batalha com os extremistas.