Chefe da máfia da Calábria é detido na Itália

"Micu u pazzu" (Micu, o Louco), era considerado pelos investigadores um dos chefes da "Ndrangheta após ter substituído como "capo" do clã

Roma – Os Carabineiros (Polícia militar italiana) detiveram na noite desta quarta-feira na província de Reggio Calabria (sul) Domenico Condello, um dos chefes da “Ndrangheta (máfia da Calábria) e incluído entre os 30 criminosos mais perigosos da Itália.

Em comunicado emitido hoje, os carabineiros explicaram que Condello, conhecido como “Micu u pazzu” (Micu, o Louco), era considerado pelos investigadores um dos chefes da “Ndrangheta após ter substituído como “capo” do clã seu primo Pasquale Condello, conhecido como “O Supremo”, detido em 2008.

Domenico Condello, de 56 anos, estava foragido da Justiça desde 1992 e foi condenado à prisão perpétua por homicídio, associação mafiosa e outros delitos, explicaram na nota.

O chefe mafioso foi detido nos arredores da cidade de Reggio di Calabria, capital da Calábria, enquanto viajava a bordo de um automóvel e não opôs resistência.

Segundo as forças da ordem, Condello comandava de seu esconderijo as atividades ilegais de seu clã, sobretudo as relacionadas com o tráfico de drogas, as extorsões e as infiltrações nos organismos públicos para conseguir vencer contratos.

Na terça-feira passada, o Conselho de Ministros da Itália ordenou a dissolução da Prefeitura de Reggio Calabria por supostas infiltrações da máfia, no que representa a primeira vez que se adota uma medida deste tipo em uma capital de província.