Cerca de 2 mil migrantes e refugiados são salvos no Mediterrâneo

Até 11 de junho, 73 mil imigrantes e refugiados chegaram à Europa através do Mediterrâneo, sendo que quase 2 mil morreram na tentativa

Roma – A Itália coordenou nesta sexta-feira o resgate de cerca de 2 mil imigrantes e refugiados que navegavam à deriva no Mar Mediterrâneo enquanto tentavam alcançar o litoral europeu, informou a guarda-costeira italiana em um comunicado.

Ontem, 1.050 indivíduos foram resgatados no Mediterrâneo, com isso, já são mais de 3 mil pessoas socorridas nessas águas em um período de 48 horas.

Os resgatados desta sexta-feira estavam a bordo de 15 lanchas pneumáticas e três barcos de madeira, e foram socorridos por embarcações da marinha italiana, de várias ONGs, do dispositivo europeu Frontex e de um navio mercante com bandeira de Cingapura.

As operações foram coordenadas pelo centro de operações da guarda-costeira em Roma, que é subordinado ao Ministério de Infraestrutura e Transportes da Itália.

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) informou que, até 11 de junho, 73.189 imigrantes e refugiados chegaram à Europa através do Mediterrâneo e 1.808 morreram na tentativa.

Deste total, 61.903 pessoas chegaram à Itália, enquanto nesse mesmo período do ano passado foram 52.775 indivíduos.