Carro-bomba mata 13 soldados e fere dezenas na Turquia

A agência estatal Anadolu afirmou que o carro-bomba explodiu no portão de entrada da Universidade Erciyes

Istambul- Treze soldados turcos morreram e outros 48 se feriram em um carro-bomba na província central de Kayseri na manhã deste sábado, segundo as Forças Armadas da Turquia. Em comunicado, os militares disseram que o carro-bomba foi detonado às 8h45 (hora local), tendo como alvo os próprios militares.

Os feridos foram levados para hospitais da região. O Exército disse que havia também civis entre as vítimas. A agência estatal Anadolu afirmou que o carro-bomba explodiu no portão de entrada da Universidade Erciyes, atingindo um ônibus de transporte público que tinha vários soldados como passageiros. O vice-premiê Veysi Kaynak disse à rede NTV que facções se voltaram contra a brigada militar, que vinha “treinando exclusivamente para a segurança de nosso povo”.

O escritório do primeiro-ministro turco impôs uma proibição temporária de cobertura da imprensa dessa explosão. A ordem oficial foi que não se publicasse nada sobre o assunto para não causar “medo no público, pânico e distúrbios, os quais podem servir aos objetivos de organizações terroristas”.

A Turquia enfrenta renovado conflito com rebeldes curdos no sudeste e sofre com uma série de ataques suicidas e com carros-bomba neste ano.

A explosão mais recente ocorre uma semana após outro carro-bomba ser detonado tendo como alvo a polícia antidistúrbio nas proximidades de um estádio de futebol em Istambul depois de uma partida.

Esse ataque deixou 44 mortos, em sua maioria policiais, além de dezenas de feridos. Militantes curdos assumiram a responsabilidade pelo ataque em Istambul.

A Turquia é membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e aliada dos EUA na coalizão contra o Estado Islâmico, que foi apontado como responsável por vários ataques em território turco. Fonte: Associated Press.