Capriles será candidato à presidência da Venezuela pela 3ª vez

As eleições estão pendentes na Venezuela, o pleito deveria ter sido realizado em dezembro, mas ainda não foi convocado pelo órgão responsável

Caracas – O Partido Primeiro Justiça (PJ) quer que Henrique Capriles seja pela terceira vez o candidato da legenda em eventuais primárias presidenciais na Venezuela.

O desejo foi expresso nesta segunda-feira pelo líder do partido, o deputado opositor Julio Borges.

“No tema presidencial, se quiserem já podemos fazer uma convenção. Mas nós já temos nosso candidato, que é Henrique Caprilles”, disse Borges em entrevista coletiva.

O deputado explicou que o partido organizará pleitos internos para escolher seus candidatos a governadores e prefeitos, que serão apresentados nas eleições primárias que devem ser realizadas pela aliança antichavista Mesa da Unidade Democrática (MUD).

Borges indicou que o PJ pedirá amanhã ao MUD uma constituição de uma comissão de convocar primárias, um processo que definirá os candidatos únicos da aliança para enfrentar o governo.

As eleições dos governadores estão pendentes na Venezuela. O pleito deveria ter sido realizado em dezembro, mas ainda não foi convocado pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE).

No fim deste ano, o país deve ir às urnas para escolher novos prefeitos e, no fim de 2018, o próximo presidente.

No último dia 14, o Vontade Popular (VP) anunciou que o líder e fundador do partido, Leopoldo López, atualmente detido, seria candidato à presidência apesar de estar condenado a 14 anos de prisão.

O partido de López também convocará em maio a militância para uma consulta nacional para definir os candidatos do Vontade Popular nas eleições.

Eles também devem participar de primárias com representantes de outros partidos que se opõem ao governo.