Candidato lidera protestos contra fraude nas eleições afegãs

Candidato às eleições presidenciais no Afeganistão reuniu milhares de manifestantes para protestar contra suposta fraude em apuração de votos

Cabul – O candidato às eleições presidenciais no Afeganistão, Abdullah Abdullah, reuniu milhares de manifestantes nesta sexta-feira, em Cabul, para protestar contra uma suposta fraude na apuração dos votos, o que provocou uma crise política no país.

Abdullah disse que não aceitará os resultados das eleições, alegando que, no segundo turno, realizado em 14 de junho, foi vítima de uma fraude em massa a favor de seu adversário Ashraf Ghani, que já se declarou vencedor com mais de um milhão de votos de diferença.

A ONU já expressou seus temores de que aumente a violência interétnica enquanto as tropas internacionais lideradas pelos Estados Unidos se preparam para deixar o país depois de 13 anos de guerra contra os talebans.

A manifestação desta sexta é mais numerosa desde que começou a disputa eleitoral.

Abdullah chegou como favorito ao segundo turno das eleições para suceder o presidente Hamid Karzai, que chegou ao poder depois que as tropas dos Estados Unidos invadiram o Afeganistão em 2001 e derrubaram o governo taleban.