Brasil condena repressão contra civis na Síria

O comunicado do Ministério das Relações Exteriores ocorre um dia após o massacre de Tremseh, onde 200 pessoas morreram na Síria

Brasília – O governo brasileiro condenou nesta sexta-feira a violência na Síria e o uso de armamento pesado contra civis no país, onde nesta quinta-feira 200 pessoas morreram em um massacre perpetrado no povoado de Tremseh.

“O Brasil condena veementemente a repressão violenta contra civis desarmados e recorda os compromissos do governo sírio, contidos no Plano de Paz de seis pontos do Enviado Especial da ONU e da Liga Árabe, Kofi Annan, de cessar imediatamente toda movimentação de tropas e o uso de armamento pesado em áreas urbanas”, disse um comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A nota da chancelaria pediu ainda que o governo sírio interrompa imediatamente qualquer ação militar contra civis desarmados e que coopere com a Missão de Supervisão das Nações Unidas na Síria (UNSMIS), permitindo seu acesso aos locais onde ocorrem conflitos.