BOJ amplia injeção para recorde de US$ 183,825 bilhões

A nova injeção de urgência veio para proporcionar liquidez ao sistema bancário do país

Tóquio – O Banco do Japão (BOJ, banco central japonês) ampliou nesta segunda-feira sua injeção de liquidez de urgência para o recorde de 15 trilhões de ienes (US$ 183,825 bilhões), a maior da história, informou a agência “Kyodo”.

A autoridade emissora japonesa tinha anunciado previamente, em coincidência com a abertura da Bolsa de Valores de Tóquio, a injeção de sete trilhões de ienes (US$ 85,848 bilhões) para garantir a estabilidade financeira do país, após o grave terremoto da sexta-feira.

Esta nova injeção de urgência vem depois que no domingo o presidente do BOJ, Masaaki Shirakawa, comunicou que a instituição emissora proporcionaria “ampla liquidez” ao sistema bancário do país para enfrentar as consequências do terremoto.

O BOJ já assinalou ontem que durante o fim de semana pôs 55 bilhões de ienes à disposição de 13 instituições financeiras do nordeste do país que foi devastado pelo terremoto da sexta-feira.

Além disso, a instituição emissora japonesa adiantou nesta segunda-feira uma hora a reunião programada para estudar as taxas de juros, que foi recortada para um só dia em vez dos dois frequentes, devido ao terremoto.