BNDES aprova R$ 1,05 bi para Santo Antônio e Jirau

Segundo nota do BNDES, os recursos serão destinados à implantação da linha de transmissão coletora de Porto Velho, com cerca de 2,3 mil quilômetros de extensão

São Paulo – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta terça-feira a aprovação de financiamento de R$ 1 05 bilhão para a linha de transmissão das usinas hidrelétricas Santo Antônio e Jirau, em construção no Rio Madeira, em Rondônia. O projeto é da Norte Brasil Transmissora de Energia S/A.

Segundo nota do BNDES, os recursos serão destinados à implantação da linha de transmissão coletora de Porto Velho (RO) – Araraquara 2 (SP), com cerca de 2,3 mil quilômetros de extensão, que integra o sistema de transmissão do Rio Madeira e deverá entrar em operação no primeiro semestre de 2013. O apoio do BNDES também contempla investimentos sociais na região. O projeto faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e aumentará a segurança do fornecimento de energia elétrica para o Sistema Interligado Nacional.

Ao longo da linha, que cruzará cinco Estados – cerca de 80 municípios -, está prevista a construção de aproximadamente 5 mil torres de transmissão, que consumirão 45 mil toneladas de aço e 70 mil toneladas de alumínio. Durante o pico das obras, a Norte Brasil estima que serão criados em torno de 5 mil empregos diretos e 15 mil indiretos, informou o BNDES. O projeto terá um custo de R$ 1,98 bilhão – o BNDES financiará 52,9%.

Além disso, o empreendimento poderá ter mais R$ 200 milhões (10 1% do investimento total) financiados por meio de emissão de debêntures de infraestrutura, títulos corporativos com tratamento tributário específico. Segundo a nota do BNDES, a Norte Brasil ainda apresentará um diagnóstico socioeconômico da região de influência do projeto e uma proposta para um conjunto de ações e iniciativas de cunho social. Com base nisso, o BNDES financiará investimentos em ações que promovam o desenvolvimento local, como melhorias de infraestrutura urbana e rural, saúde, educação, segurança, lazer e capacitação de mão de obra.