Bélgica pediu captura de 160 supostos terroristas

A Bélgica emitiu em particular ordens de busca e captura internacional contra Abdeslam e outras três pessoas próximas a ele

Bruxelas – A Bélgica emitiu ordens de prisão internacional contra 160 supostos terroristas, entre eles Salah Abdeslam, que estaria envolvido nos atentados de Paris, como revelou a procuradoria federal ao jornal “Sudpresse”.

O porta-voz de imprensa do Ministério Público, Éric Van Der Sypt, informou que esses mandados “aumentaram nestes últimos anos” e algumas destas 160 pessoas foram condenadas.

A Bélgica emitiu em particular ordens de busca e captura internacional contra Abdeslam e outras três pessoas próximas a ele.

Salah é o único sobrevivente dos terroristas que atacaram Paris dia 13 de novembro, e as autoridades belgas suspeitam que ele teria tido um importante papel neste atentado.

Segundo o “Sudpresse”, ele teria realizado múltiplas viagens de ida e volta para Grécia, Áustria, Hungria e França, e tinha contatos no Reino Unido.

Desde os atentados na capital francesa, as autoridades belgas detiveram oito pessoas acusadas de envolvimento com os ataques.

A ordem de detenção internacional é um procedimento judicial que tem por objetivo simplificar a detenção, já pensando na extradição de uma pessoa que fugiu ou vive fora do país em que é procurado.