Ban Ki-moon pede que regime sírio detenha ofensiva em Aleppo

"A violência dos dois lados deve parar para o bem dos civis que sofrem na Síria", disse o secretário-geral da ONU

Londres – O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta sexta-feira que o regime sírio detenha sua ofensiva em Aleppo, segunda maior cidade da Síria, em meio a temores de um violento ataque contra rebeldes e civis.

“Estou seriamente preocupado com a escalada de violência em Aleppo”, disse Ban durante uma visita a Londres pelos Jogos Olímpicos. “Faço um apelo ao regime sírio para que detenha a ofensiva”, completou.

“A violência dos dois lados deve parar para o bem dos civis que sofrem na Síria”, acrescentou, depois de um encontro com o chanceler britânico, William Hague.

O alerta de Ban Ki-moon foi feito em meio aos temores manifestados pelas grandes potências de que o presidente sírio, Bashar al-Assad, esteja preparando um “massacre” contra seu próprio povo.

Hague havia afirmado antes que o ataque poderia desencadear um desastre humanitário.

“Esta escalada de violência totalmente inaceitável do conflito pode desencadear uma devastadora perda de vidas civis e uma catástrofe humanitária”, considerou Hague.

Tanques, helicópteros de combate e caças atacaram Aleppo nos últimos dois dias, enquanto tropas disparam contra uma série de bairros rebeldes no sudoeste da cidade nesta sexta-feira, na batalha para controlar seu centro comercial.

Rebeldes sírios indicaram nesta sexta-feira que haviam capturado 100 soldados e milicianos em Aleppo.