Na Bahia, acusações de corrupção marcam debate

Um dos candidatos citou desvios das secretarias do atual governo, comandado por Jaques Wagner (PT), candidato à reeleição

Salvador – O debate entre os cinco principais candidatos ao governo da Bahia, realizado pela TV Bahia, retransmissora da Rede Globo no Estado, foi marcado por acusações de corrupção no governo e por críticas à gestão no Estado. As acusações partiram dos candidatos Marcos Mendes (Psol) e Luiz Bassuma (PV).

Mendes acusou secretarias do atual governo, comandado por Jaques Wagner (PT), candidato à reeleição, de desvios de verbas e de favorecimento de empresas patrocinadoras de sua campanha. Também deu a entender que o candidato do PMDB, o ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima, teve favorecimentos pessoais enquanto ocupou o ministério.

Bassuma voltou a afirmar – como havia dito nos outros debates – que um terço do orçamento da Secretaria da Saúde do Estado (R$ 3 bilhões por ano) é desviado. Como resultado, Wagner teve três direitos de resposta concedidos pelo apresentador.

Leia mais sobre política

Siga as últimas notícias de Eleições no Twitter