Avalanche de neve mata 3 alpinistas espanhóis no Quirguistão

As vítimas são dois homens de 24 anos, Alex e José, e outro de 18 anos, que se chama Pol, todos integrantes de grupos expedicionários do país europeu

Barcelona – Uma avalanche de neve ocorrida neste domingo no Parque Nacional Ala Archa, no Quirguistão, provocou a morte de três alpinistas espanhóis, informou hoje a Federação de Entidades Excursionistas da Catalunha.

As vítimas são dois homens de 24 anos, identificados apenas como Alex e José, e outro de 18 anos, que se chama Pol, todos integrantes de grupos expedicionários do país europeu.

De acordo com as fontes que confirmaram a morte dos alpinistas, o acidente aconteceu às 22h46 locais (11h46 no horário de Brasília), na montanha Ak-Too, de 4.620 metros de altura, situado no Parque Nacional de Ala-Archa, a menos de 40 quilômetros da capital quirguistanesa, Bishkek.

O trio estava na região da geleira de Korona, quando uma avalanche de neve os atingiu.

Segundo Toti Valés, chefe da expedição e integrante da Federação de Entidades Excursionistas da Catalunha, o grupo que realizava a escalada tinha dez pessoas e havia saído de Barcelona no dia 16 de junho, com previsão de retorno para 15 de julho.

Ainda de acordo com a fonte ouvida pela Agência Efe, os demais componentes da expedição estão bem, e ajudam no trabalho do resgate dos corpos dos companheiros.

Logo após a divulgação do acidente, a embaixada da Espanha em Astana, capital do Cazaquistão, entrou em contato com a família das vítimas, e também com as autoridades locais e o cônsul honorário em Biskek.

A repatriação dos corpos e a operação de retorno dos sobreviventes será realizado pela empresa seguradora contratada pelo grupo, antes da viagem.