Autoridades líbias dizem que Otan atingiu casa de civis

Um porta-voz da Otan disse que a aliança tentará determinar se foi mesmo uma bomba da Otan que matou os moradores

Trípoli – Autoridades líbias disseram no domingo que um ataque da OTAN atingiu a casa de um civil na capital, matando diversos moradores; uma alegação que, se for confirmada, pode semear novas dúvidas dentro da aliança, sobre a sua missão na Líbia.

Um porta-voz da OTAN disse que a aliança está levando os relatos sobre vitimas civis muito a sério e que ela tentará determinar se foi mesmo uma bomba da OTAN que matou os moradores.

Em outra frente na batalha para derrubar o líder líbio, Muammar Gaddafi, que já dura quatro meses, um médico na cidade de Misrata disse que oito rebeldes haviam sido mortos e 36 feridos em confrontos com as tropas do governo.

Nas primeiras horas da manhã de domingo, repórteres foram levados por autoridades do governo líbio ao bairro residencial Souq al-Juma, em Trípoli, onde eles viram um corpo sendo retirado dos escombros de um edifício destruído.

Mais tarde, em um hospital, eles viram os corpos de uma criança e de duas outras pessoas que, segundo as autoridades, estavam entre as sete pessoas mortas durante o bombardeio.

“O ataque foi intencional e deliberadamente direcionado para casas de civis,” disse o vice-ministro do exterior Khaled Kaim. “Esse é mais um sinal da brutalidade do ocidente.”

Não havia como os repórteres verificarem se todos os corpos que foram mostrados realmente vieram do edifício.

Declarações da Líbia sobre baixas de civis devido a ataques da OTAN têm, eventualmente, sido recebidos com ceticismo pela mídia internacional.