Aumento do nível do mar pode rachar politicamente a Florida

A região norte do estado parece estar pouco preocupada com os possíveis prejuízos e riscos a serem enfrentados pela população do sul

São Paulo – Legisladores da cidade de South Florida estão irritados com o descaso do governo estadual perante as mudanças climáticas.

Apesar de especialistas do clima afirmarem que o nível do mar pode subir de um a dois metros até o final deste século, a região norte do estado parece estar pouco preocupada com os possíveis prejuízos e riscos a serem enfrentados pela população do sul.

Por esta razão, na semana passada uma comissão municipal de South Florida aprovou resolução pedindo que o estado seja dividido em dois: a Flórida do Norte e a Flórida do Sul.

Para os organizadores da petição, esta seria a única maneira do tema “mudanças do clima” ser levado a sério pelo governo e de que sejam tomadas decisões imediatas sobre mitigação e adaptação ao aumento do nível dos oceanos.

O estado da Flórida fica no extremo sul dos Estados Unidos e é banhado pelo Oceano Atlântico a leste e a oeste pelo Golfo do México.

Cerca de 70% da população vive na região de South Florida.

“Está muito claro que a atitude do norte é que eles vão amar ver a Flórida dividida ao meio e nos deixar boiando no meio do Caribe”, disse irritado o prefeito de South Miami, Philip Stoddard, a publicações locais.

Dificilmente a proposta será aceita. A última vez que um estado americano foi dividido aconteceu em 1775.

Para a resolução ser aprovada, ela precisa passar primeiramente pela Assembleia Legislativa da Flórida e depois pelo Congresso dos Estados Unidos.

A Flórida pode não ser separada, mas certamente a briga política vai chamar a atenção da população e dos governantes sobre um problema real e que precisa se tornar prioridade pelos tomares de decisão.