Atentado suicida do EI no sul do Iraque deixa 7 mortos

A agência de notícias Amaq, vinculada ao EI, disse que cinco suicidas atacaram um posto de controle e mataram pelo menos 100 pessoas

Bagdá – O número de mortos em um atentado suicida cometido pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) contra um posto de controle na cidade de Al Najaf, no sul do Iraque, aumentou para sete, entre eles cinco policiais, informou neste domingo o comando local da polícia iraquiana.

A agência de notícias vinculada ao EI, “Amaq”, reivindicou hoje a autoria do atentado em seu site e acrescentou que cinco suicidas atacaram o posto de controle e mataram pelo menos 100 pessoas.

Uma fonte de segurança explicou à Agência Efe que um grupo de homens armados atacou um posto de controle das forças de segurança iraquianas.

Os agentes tentaram repelir os agressores, e estes detonaram os cinturões com explosivos que estavam em seus corpos.

A fonte acrescentou que os homens armados transitavam em um veículo moderno quando cometeram o ataque, que aconteceu em um posto de controle no distrito de Al Qadesiya, que fica 70 quilômetros a sudoeste de Al Najaf, cidade que é considerada sagrada para os xiitas, e a cerca de 240 quilômetros da capital Bagdá.

Este ataque aconteceu um dia depois do duplo atentado com bomba que deixou pelo menos 28 mortos em Bagdá, cuja autoria foi assumida pela organização jihadista.

O EI já havia ameaçado os xiitas e advertiu que “as chamas da batalha de Mossul os alcançarão em Bagdá, Karbala e Najaf”, estas duas últimas cidades sagradas para os fiéis desta vertente do islã.