Ataques contra redutos rebeldes deixam 22 mortos em Damasco

O Observatório advertiu que o número de mortos pode aumentar pela quantidade de feridos em estado grave

Cairo – Pelo menos 22 civis morreram nesta quinta-feira em decorrência de ataques aéreos e de artilharia sobre a região de Ghouta Oriental, principal reduto dos rebeldes nos arredores de Damasco, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Entre as vítimas há duas crianças e quatro mulheres, segundo o Observatório, que detalhou que os ataques se prolongaram ao longo de todo o dia de hoje.

A maior parte dos mortos, 13, foi registrada em Duma, a principal cidade de Ghouta Oriental, nos arredores da capital síria.

Outras quatro pessoas, todas elas de uma mesma família, morreram no povoado de Arbin, outras duas em Harasta e duas em Saqba, além de uma em Zamalka.

O Observatório advertiu que o número de mortos pode aumentar pela quantidade de feridos em estado grave.

Nesta semana, as forças governamentais lançaram uma ofensiva contra Uadi Barada, sob controle dos rebeldes e situada na região de Al Qalamoun Ocidental, ao oeste de Damasco.

Os combates entre o exército e os grupos rebeldes causaram a interrupção do fornecimento de água a Damasco nos últimos dias.