Ataque talibã contra o British Council mata 8

No atentado, dez pessoas ficaram feridas na sede da agência internacional britânica para temas de educação e cultura

Cabul – Oito pessoas morreram, em sua maioria policiais, e 10 ficaram feridas na manhã desta sexta-feira, aniversário da independência do Afeganistão, em um ataque suicida reivindicado pelos talibãs contra a sede em Cabul do British Council, agência internacional britânica para temas de educação e cultura.

Duas explosões foram registradas no escritório da agência britânica depois que três ou quatro terroristas invadiram o local e provocaram um intenso tiroteio a partir das 5h45 (22h15 de Brasília, quinta-feira).

A troca de tiros prosseguiu e mais quatro explosões foram ouvidas nas sete horas seguintes.

De acordo com a embaixada britânica em Cabul, o ataque ao British Council terminou com a morte de todos os criminosos.

Um ou dois estrangeiros ficaram feridos ou faleceram, segundo o porta-voz do ministério do Interior afegão, Sidiq Sidiqui, que não revelou as nacionalidades das vítimas.

Militares britânicos, americanos e franceses foram enviados ao local, assim como veículos blindados da Otan, enquanto helicópteros sobrevoavam a área.

Segundo o Foreign Office (ministério das Relações Exteriores), todos os britânicos estavam a salvo.

“Graças, entre outras coisas, a nossas boas medidas de segurança, não há nenhum cidadão britânico ferido”, afirmou o vice-ministro da chancelaria, Alistair Burt.

A embaixada da Grã-Bretanha informou que dois britânicos e um sul-africano que estavam dentro do British Council no momento do ataque conseguiram escapar ilesos.

Um porta-voz da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) afirmou que a Otan enviou um “número limitado” de soldados ao local do ataque, já que no momento as forças afegãs são responsáveis pela segurança em Cabul.

“Oito pessoas morreram, na maioria policiais, e 10 ficaram feridas. Um dos criminosos continua vivo e resiste”, declarou Sidiqui.

O complexo fica no bairro de Kart e Parwan. Era possível observar o buraco deixado em um dos muror pela explosão de um veículo.

Um porta-voz dos talibãs, Zabidullah Mujahid, confirmou à AFP que os alvos do ataque eram o consulado britânico e um anexo da ONU.

“Os mujahedines talibãs tomaram os dois complexos de assalto e mantêm intensos combates com a polícia afegã”.

O porta-voz da Missão das Nações Unidas no Afeganistão (UNAMA), Dan McNorton, desmentiu que qualquer prédio da ONU tenha sido atacado.

“Hoje (sexta) é o aniversário de nossa independência, obtida dos britânicos há 92 anos. O ataque é para lembrar este dia. Os britânicos invadiram outra vez nosso país”, declarou Mujahid.

De fato, nesta sexta-feira se comemora o aniversário da independência do Afeganistão, obtida em 1919.