Mais de 40 integrantes do EI morrem em ataque frustrado

Um integrante das forças de proteção de Sinjar (combatentes da seita yazidi) disse que as forças peshmergas impediram um ataque suicida do EI

Erbil – Pelo menos 47 integrantes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) morreram nesta quarta-feira quando as tropas curdas peshmergas evitaram um ataque terrorista na região de Sinjar, próxima a Mossul, no norte do Iraque.

Um integrante das forças de proteção de Sinjar (combatentes da seita yazidi), Lokman Kali, disse à Agência Efe que as forças peshmergas impediram um ataque suicida do EI em Domez, ao sudoeste de Sinjar.

Os soldados curdos conseguiram explodir três carros-bomba conduzidos por suicidas antes que ativassem a detonação e causassem vítimas entre civis. Três soldados peshmergas ficaram feridos e uma grande quantidade de armas foi apreendida durante a operação.

As tropas curdas participam da grande operação militar para expulsar o EI da cidade de Mossul, principal bastião do grupo terrorista no Iraque, que começou na madrugada da segunda-feira passada.

Os peshmergas trabalham junto com as forças governamentais iraquianas e com a coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.