Assassino do embaixador russo na Turquia era pró-Gülen

Fethullah Gülen é o pregador a quem o governo de Ancara acusa de ter promovido o frustrado golpe de Estado de julho

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta quarta-feira que o assassino do embaixador da Rússia na Turquia era membro da rede do pregador Fethullah Gülen, a quem o governo de Ancara acusa de ter promovido o frustrado golpe de Estado de julho.

“É um membro da organização terrorista FETO, não tem necessidade de esconder isso”, declarou Erdogan à imprensa, utilizando o acrônimo da rede de Gülen.