As primeiras imagens da passagem do furacão Irma pelos EUA

Na rota do mais potente furacão dos últimos anos, 6,3 milhões de pessoas deixaram suas casas na Flórida

São Paulo – O furacão Irma, um dos mais fortes registrados no Oceano Atlântico, atingiu a região sul da Flórida, nos Estados Unidos, com força máxima neste domingo (10). Segundo a mídia local, ao menos 3 pessoas morreram.

Com ventos constantes de mais de 200 quilômetros por hora, o furacão está por trás do êxodo de 6,3 milhões de pessoas do estado.

Até a chegada aos Estados Unidos nesta madrugada, o Irma já havia provocado a morte de ao menos 25 pessoas nas ilhas do Caribe. Os ventos também provocaram destruições nas Bahamas, em Cuba, no Haiti, na parte norte de Porto Rico e na ilha francesa de Saint Barth.

Na manhã de hoje, o Irma atingiu o extremo sul da Flórida, mas desde ontem Miami convive com rajadas de vento e chuvas. Os ventos abalaram placas, árvores e derrubaram ao menos dois guindastes sobre um edifício em construção no centro da cidade.

Na região de Marco Island, também na Flórida, a tempestade chegou com categoria 3 às 15h35 (horário local). O porta-voz da Florida Power & Light, Rob Gould, afirmou a mídia local que cerca de 3,4 milhões de casas e empresas ficarão sem energia à medida que o Irma chega ao estado.

Imagens de moradores e da mídia estrangeira nas redes sociais mostram a situação de algumas regiões da Flórida neste domingo.

Miami, Florida, hit by #HurricaneIrma. For full live coverage, tune in to Fox News Channel!

A post shared by Fox News (@foxnews) on

Este vídeo, publicado no início da tarde, mostra a força do ventos e a inundação de algumas ruas em Miami.

Key West, no extremo sul da Flórida, foi o primeiro local na rota do Irma pelos Estados Unidos. Estas imagens foram feitas na manhã de hoje: