Artilharia ucraniana mata 4 em Donetsk, segundo separatistas

Pelo menos quatro civis morreram por fogo de artilharia ucraniana na cidade de Donetsk, reduto dos separatistas pró-Rússia

Moscou – Pelo menos quatro civis morreram nas últimas horas por fogo de artilharia ucraniana na cidade de Donetsk, reduto dos separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia, denunciaram nesta segunda-feira fontes separatistas.

Um porta-voz das milícias pró-russas disse à agência “RIA Novosti” que outros três civis ficaram feridos nos ataques.

“A situação em Donetsk era tensa. Segundo os moradores, nos distritos Kuybyshevski, Kievski, Leninski e Petrovski são ouvidas fortes detonações e disparos de armas de alto calibre”, afirma um comunicado divulgado no site da prefeitura da cidade.

Segundo o Estado-Maior das milícias da autoproclamada República Popular de Donetsk, a situação na linha da frente não variou na últimas 24 horas.

“Detectamos atividades dos militares ucranianos ao leste de Mariupol (cidade no sul da região de Donetsk controlada pelo governo de Kiev), onde houve combates”, disse um representante das milícias à agência “Interfax”.

De acordo com o comando militar ucraniano, na noite de domingo a situação na zona de conflito foi de relativa calma, sem que registros de baixas entre os soldados das forças governamentais.

As forças ucranianas, segundo Kiev, mantêm baixo sob controle o aeroporto internacional de Donetsk e os acessos à cidade de Mariupol.

A Ucrânia realizou eleições legislativas em todo o território do país no domingo, menos nas zonas da regiões de Lugansk e Donetsk, que são controladas pelas milícias pró-russas.

Os separatistas das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk convocaram eleições para o dia 2 de novembro para escolher seus líderes e seu próprio poder Legislativo.