Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,67 0,13%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,05% 63.227 pts
Pontos 63.227
Variação -0,05%
Maior Alta 22,54% JBSS3
Maior Baixa -4,09% CYRE3
Última atualização 25/05/2017 - 17:21 FONTE

Americanos confiam menos em Trump do que em Obama e Bush. Compare

Menos da metade dos entrevistados acredita que o novo presidente dos EUA será capaz de lidar com crises internacionais. Veja a tabela do "desconfiômetro"

São Paulo – Enquanto Donald Trump se prepara para fazer seu juramento presidencial em 20 de janeiro, menos de metade dos americanos estão confiantes de que o novo presidente dos Estados Unidos dará conta de cumprir com suas obrigações.

De acordo com uma pesquisa do instituto Gallup, divulgada nesta semana, os americanos têm significativamente menos fé em Trump do que tinham em seus antecessores. Diante de tensões crescentes pelo mundo, só 46% dos entrevistados estão confiantes em sua capacidade de liderar o país em um crise internacional.

Apenas 44% disseram estar confiantes de que o novo presidente eleito evitaria grandes escândalos em sua administração, enquanto 47% disseram confiar que ele usaria a força militar com sabedoria.

Quando as mesmas perguntas foram feitas no início dos mandatos de Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton, cerca de três quartos dos americanos disseram ter confiança no recém-eleito presidente nessas áreas.

“Desconfiômetro” 

Pesquisa de confiança Trump Média para Obama, Bush e Clinton Déficit de Trump (pp)
Evitar grandes escândalos em sua administração 44% 76% -32
Usar a força militar com sabedoria 47% 76% -29
Gerir eficazmente o poder executivo 53% 81% -28
Lidar com uma crise internacional 46% 71% -25
Trabalhar com o Congresso para realizar mudanças 60% 82% -22
Defender os interesses dos EUA no exterior 55% 70% -15

Os americanos expressam um pouco mais de confiança em Trump para trabalhar efetivamente com o Congresso (60%), para lidar efetivamente com a economia (59%), para defender os interesses dos EUA no exterior como presidente (55%) e para administrar o Poder Executivo efetivamente (53%).

Mas mesmo nessas áreas, os americanos estão muito menos confiantes em Trump do que estavam em seus antecessores. Os déficits de Trump versus a média de seus antecessores variam de um mínimo de 15 pontos percentuais na defesa dos interesses dos EUA no exterior para um máximo de 32 pontos para evitar grandes escândalos.

Trump ainda tem um déficit de confiança entre os membros de seu próprio partido: apenas 84% dos republicanos têm confiança em suas habilidades como presidente, em comparação com 94% dos democratas que confiavam em Obama e 95% dos republicanos que tinham fé em Bush.

A amostra da pesquisa incluiu 1.028 adultos e teve uma margem de erro de 4% para mais ou para menos.