Alemanha rejeita decisão parlamentar sobre “genocídio” armênio

O país rejeitou oito queixas contra a resolução de rotular os assassinatos de armênios por turcos otomanos como genocídio

Berlim – A Suprema Corte da Alemanha rejeitou uma série de queixas contra uma decisão do Parlamento do país de rotular os assassinatos de armênios por turcos otomanos há um século como genocídio.

O Tribunal Constitucional Federal alemão rejeitou oito queixas contra a resolução aprovada pelo Legislativo em junho.

Segundo um documento publicado pela Corte, os juízes disseram que o autor da ação não havia fornecido provas suficientes de que seus direitos fundamentais haviam sido violados e que a violação não era óbvia.

A decisão do Parlamento alemão deixou tensas as relações com o governo turco, que retirou o seu embaixador de Berlim por alguns meses. Fonte: Associated Press.