São Paulo - Quatro meses após os atentados de Paris, a Europa mais uma vez sofre com um ataque terrorista. Nesta manhã (22), ocorreram explosões no aeroporto Zaventem e na estação de metrô de Maalbeek, em Bruxelas, que deixaram ao menos 34 pessoas mortas e mais de 170 feridas, segundo a CNN. Dessas, 20 foram mortas no metrô e 14, no aeroporto.

O aeroporto e a rede de transporte público foram fechados, de forma que voos e trens foram desviados ou cancelados. O nível de alerta terrorista foi elevado para quatro, o mais alto na escala. De acordo com um procurador belga, uma das explosões no aeroporto foi causado por um suicida.

Este ataque ocorre quatro dias depois que o principal suspeito pelos atentados em Paris, Salah Abdeslam, foi detido em um bairro de Bruxelas na sexta-feira passada. Segundo o ministro das Relações Exteriores da Bélgica, ele estava "pronto para voltar a preparar algo em Bruxelas".

Texto atualizado às 10h25.

Tópicos: Terrorismo, Ataques terroristas, Bélgica, Europa, Países ricos, Explosões