São Paulo – A Coreia do Sul não parece estar satisfeita em ter um dos melhores aeroportos do mundo: o país quer ter, também, o mais sustentável. Como planeja fazer isso? Construindo uma minicidade sustentável no interior do Aeroporto Internacional de Incheon, o segundo melhor do mundo no ranking da consultoria Skytrax, perdendo apenas para o de Cingapura.

O projeto, na verdade, é parte do plano de expansão do novo terminal do aeroporto, o Incheon 2, que está em construção e deverá ser concluído em 2018. Assinado pelas firmas Gensler Arquitetos e HMGY, o desenho inclui amplos jardins, cachoeiras, e uma zona comercial grande o suficiente para ser chamada de cidade.

Todo o design foi concebido com foco na eficiência. A otimização da ventilação natural e da iluminação, que contará, em larga escala, com células fotovoltaicas para gerar energia a partir do sol, são características centrais do projeto. Outros pontos altos incluem a criação de um lago de carpas, aviários e uma série de áreas verdes esculpidas que, juntas, equivalem a mais de dois campos de futebol.

Para completar - e fundamentar o projeto na cultura coreana -, os arquitetos projetaram o novo terminal na forma de uma Phoenix, o animal mítico associado com longevidade, força e equilíbrio.

Os arquitetos esperam que o foco na sustentabilidade estimule os milhões de passageiros que usam o terminal a pensar na importância da gestão ambiental.

Tópicos: Aeroportos, Setor de transporte, Transportes, Ásia, Coréia do Sul, Sustentabilidade