Albânia realiza eleição local em negociação para adesão à UE

No ano passado, o governo albanês conseguiu o status de "candidato" e agora espera aprovação para iniciar as negociações para se tornar um membro integral

Tirana, 21 – A Albânia realiza neste domingo eleições municipais, em meio às discussões sobre a adesão do país à União Europeia.

No ano passado, o governo albanês conseguiu o status de “candidato” e agora espera aprovação para iniciar as negociações para se tornar um membro integral.

Além de melhorias no sistema judicial e combate à corrupção, a Europa tem cobrado da Albânia eleições livres e justas.

“O teste com a eleição de 21 de junho, quase um ano após conseguirmos a aprovação do status de ‘candidato’, deve servir como nosso principal investimento para o início das negociações de adesão total com a União Europeia”, disse nesta sexta-feira o presidente albanês, Bujar Nishani.

Quase 3,4 milhões de eleitores estão aptos a votar nesta que é a sétima eleição no país desde a queda do regime comunista, em 1990. Eles vão eleger 61 prefeitos e 1.595 vereadores. Os resultados devem ser divulgados em até três dias. Cerca de 200 observadores internacionais estão no país.

O principal foco dessas eleições é a disputa pela prefeitura da capital do país, Tirana.

A base governista, formada por 37 partidos e liderada pelos Socialistas, é representada pelo ex-ministro de Assuntos Sociais Erion Veliaj. Já a coalização de 15 partidos de oposição é capitaneada pelo deputado Halim Kosova.

Eles tentam suceder Lulzim Basha, do partido Democrata, que no âmbito nacional faz oposição ao primeiro-ministro Edi Rama.