Tudo o que você precisa saber antes de o mercado abrir

Funcef tem rombo de cerca de R$ 3 bi em 2016 e estuda vender participação na Vale; saída para Triunfo é vender ativo "periférico"

São Paulo – Leia as principais notícias desta sexta-feira (6) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Funcef tem rombo de cerca de R$ 3 bi em 2016 e estuda vender participação na Vale. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a diretoria do fundo de pensão dos funcionários da Caixa já discute se desfazer de algumas participações na Vale, na usina hidrelétrica de Belo Monte e também na Odebrecht Utilities, da Odebrecht Ambiental. O objetivo é mitigar o rombo que, desde 2012, já atinge R$ 18 bilhões.

Saída para Triunfo é vender ativo “periférico”. Em uma análise para o jornal Valor Econômico,  especialistas do mercado afirmam que a empresa tem como superar a crise por dispor de ativos com liquidez. A Triunfo está sob pressão, depois que o BNDES pediu a execução das fianças bancárias de um empréstimo de R$ 796,4 milhões.

MRV vê cenário ainda muito difícil para as construtoras em 2017. O presidente da construtora especializada em imóveis para baixa renda, Eduardo Fischer,  deu uma entrevista para o Estadão, em que afirma que “não pensa em 2017. Só em 2018 e 2019”. 

Política e mundo

Rússia interferiu nas eleições, diz Inteligência americana. Segundo testemunho dos três chefes da Inteligência, “apenas os mais altos líderes russos poderiam autorizar o recente roubo e divulgação de dados relacionados com as eleições”.

Escândalo da Odebrecht pode punir partido governista do Equador. A empreiteira afirmou em seu acordo com autoridades dos EUA que pagou US$ 33,5 milhões em propinas a autoridades equatorianas desde 2007.

Carvão será 1º produto cubano a ser exportado aos EUA em 50 anos. A previsão é que o carvão de marabu, obtido a partir de uma planta de origem africana considerada espécie invasora na ilha, comece a chegar no início deste ano aos EUA.

Enquanto você desligou…

Petrobras aumenta preço do diesel nas refinarias em 6,1% em média. Se o ajuste for integralmente repassado sem alterações nas parcelas do preço final, o diesel nos postos poderá subir 3,8% ou cerca de R$ 0,12 por litro.

Acordo no Peru não mudará veto a projetos para Odebrecht. A empresa pagará US$8,9 milhões em acordo judicial no Peru, porém qualquer decisão para permitir que a Odebrecht participe de licitações dependerá do Executivo.

Petroleiros querem retorno das negociações com Petrobras. No fim de dezembro, 10 dos 13 sindicatos filiados à federação aprovaram o início de uma greve, sem registro de grande adesão dos trabalhadores e encerrada poucos dias depois.

Agenda do dia

No Brasil, a FGV divulga o IGP-DI de dezembro. Os Estados Unidos anunciam os pedidos de bens duráveis e pedidos de fábrica de novembro, além do payroll e da taxa de desemprego de dezembro. E na zona do euro, sai a confiança do consumidor de dezembro e as vendas a varejo de novembro.