Tudo o que você precisa saber antes de o mercado abrir

Apesar da autorização do Banco Central, a maioria das instituições bancárias não deve travar a cotação do dólar nas compras internacionais

São Paulo – Leia as principais notícias desta segunda-feira (26) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

A maioria dos grandes bancos não aderiu ao cartão que “trava” a cotação do dólar. Entre os cinco maiores, só a Caixa informou que vai oferecer a possibilidade de cobrança do dólar na cotação do dia da compra, ao invés da do fechamento da fatura.

O número de ações trabalhistas cresceu em 3 milhões no Brasil em 2016. A crise aumentou o número de demissões, e, segundo analistas, há um assédio de escritórios de advocacia para que o trabalhador recorra à Justiça. A minirreforma de Temer deve diminuir o volume de novas queixas.

Companhias de capital aberto serão obrigadas a adotar voto à distância em assembleias. A medida passa a valer em 1º de janeiro para 94 companhias, que já estão correndo para se adaptar às novas regras da CVM.

Isenções que tiram recursos do INSS poderão ser revistas. Deputados querem aproveitar a reforma da Previdência para rever as isenções, que representam R$ 62,5 bilhões, um terço do rombo previsto para as contas do INSS em 2017. As isenções beneficiam pequenos empresários, indústrias, produtores rurais e entidades filantrópicas.

A Bolsa do Japão fechou em queda de 0,16%, a 19.396,64 pontos, enquanto a da China subiu 0,4%, a 3.122,57 pontos. O volume de negócios nos mercados asiáticos foi fraco, devido aos feriados de Natal e ano-novo.

Política e mundo

PF prende prefeito eleito de Osasco em Guarulhos. Rogério Lins era considerado foragido por estar viajando durante operação da PF, e foi preso assim que desembarcou no aeroporto, vindo dos EUA.

Um avião militar da Rússia caiu no Mar Negro, com 84 pessoas a bordo. Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, não há sobreviventes. A aeronave estava indo para Latakia, na Síria.

Conselho da ONU aprova resolução contra assentamentos em Israel. Em uma manobra pouco usual, Washington se absteve, permitindo que a medida passasse com os votos a favor dos 14 membros restantes do Conselho. Entenda melhor as controversas colônias israelenses.

Comandante do Exército prevê agravamento da crise em 2017. Em vídeo, ele afirma: “Vislumbro para o ano que se aproxima o agravamento das dificuldades que assolam o País, com reflexo negativo no nosso orçamento e nos nossos salários”.

Enquanto você desligou…

Engie Brasil vende ativos para Companhia Energética de Petrolina. O valor dos ativos, antes de eventuais e usuais ajustes de preço, foi estabelecido em R$ 391,768 milhões, dos quais R$ 85,418 milhões são referentes a seu endividamento líquido estimado.

Ultrapar prevê investir R$ 2,17 bilhões em 2017. Do volume total previsto, 1,116 bilhão de reais devem ser aplicados nas operações da rede de distribuição de combustíveis Ipiranga.

Ex-presidente da Cemig pediu desligamento por motivos pessoais. O ofício da CVM foi motivado pelas informações veiculadas pela imprensa nacional de que os executivos estariam insatisfeitos com o avanço de aliados do PMDB na Cemig.

Justiça condena Supervia por má prestação de serviço à população. Na ação, a promotoria indicou que a Supervia desrespeita direitos básicos dos consumidores, “colocando em risco suas vidas e integridade corporal”.

Agenda do dia

Nesta segunda-feira, o Banco Central divulga o último Boletim Focus do ano e o governo central apresenta seu resultado primário. A China divulga o lucro da sua indústria e o Japão, a taxa de desemprego e o IPC.

Veja também