Tudo o que você precisa saber antes de o mercado abrir

Governo acelera anúncio de reforma trabalhista; objetivo de Michel Temer é mostrar que não há paralisia no governo após delações

São Paulo – Leia as principais notícias desta terça-feira (20) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Governo acelera anúncio de reforma trabalhista. Objetivo de Michel Temer é mostrar que  não há paralisia no governo, apesar do impacto político das delações da Odebrecht, na Lava Jato.

Lobby no Congresso rendeu R$ 8,4 bi à Odebrecht. Levantamento da Folha de S. Paulo aponta que o grupo obteve benefícios nesse valor com aprovação de duas medidas provisórias de 2006 a 2015. Em contrapartida, pagou, no mínimo, R$ 16,9 milhões em propinas a congressistas e doações a campanhas eleitorais.

Câmara fará hoje nova tentativa de votar dívida dos estados. Governadores cobram uma ajuda de curto prazo da União, com um aporte de até R$ 178,3 bilhões em quatro anos para cobrir parte do déficit financeiro provocado pelas aposentadorias.

Via Varejo será ajudada por ganhos extraordinários. Segundo o Estadão, a empresa receberá até o final desta semana R$ 270 milhões referentes a um acordo com a seguradora Zurich. Além disso, vai se apropriar no último trimestre do ano de créditos tributários referentes à isenção de PIS/Cofins para smartphones e tablets.

Política e mundo

Polícia investiga suposto ataque em feira de Natal em Berlim. Um caminhão lançado contra uma multidão em uma feira de Natal no centro de Berlim, na segunda-feira à noite, deixou pelo menos 12 mortos e 50 feridos.

Colégio Eleitoral confirma vitória de Donald Trump nas eleições. Agora, Trump precisa passar por dois outros trâmites: a contagem de votos no Congresso, em 6 de janeiro, e a posse, marcada para o dia 20 do mesmo mês.

Desembargador que anulou júris do Carandiru será investigado. Trinta entidades de direitos humanos, imprensa e pesquisa em Segurança Pública acionaram o CNJ diante do posicionamento do magistrado.

Diretoria do FMI reafirma confiança em Lagarde após condenação. A declaração de apoio é dada após Lagarde ser condenada na segunda-feira por negligência em um caso ocorrido quando ela era ministra das Finanças da França.

Enquanto você desligou…

BP fecha compra bilionária de áreas de petróleo na África. Os ativos combinados foram comprados por cerca de 3,4 bilhões de dólares e adicionarão valiosas reservas de petróleo e gás à BP.

Unidade de aviões comerciais da Boeing fará demissões em 2017. A BCA disse que focaria na redução de custos não trabalhistas no ano que vem, em meio a um ambiente competitivo para seu negócio de aviões.

Odebrecht unifica operações de engenharia e construção. A companhia vem tomando uma série de medidas para contenção de custos e se desfazendo de ativos considerados não essenciais para contornar suas dificuldades financeiras, na esteira da Lava Jato.

Apple recorre da decisão da UE sobre vantagens fiscais na Irlanda. No final de agosto, Bruxelas pediu ao gigante americano que devolva à Irlanda a quantia recorde de 13 bilhões de euros em termos de “vantagens fiscais indevidas”.

Agenda do dia

No Brasil, sai hoje o Saldo em conta corrento e o Investimento Estrangeiro Direto de novembro. Além disso, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, apresenta a agenda de medidas estruturais do órgão. A China divulga seu Indicador de Atividade Econômica.