Tudo o que você precisa saber antes de o mercado abrir

Governo Temer deve anunciar hoje novo pacote de estímulo à economia, e já admite reduzir idade mínima de aposentadoria para mulheres para 62 anos

São Paulo – Leia as principais notícias desta quinta-feira (15) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

A Odebrecht vai detalhar propina para projeto de submarino nuclear da Marinha. Foram citados pelo menos dois pagamentos por meio de offshore durante o desenvolvimento do Prosub, o Programa de Desenvolvimento de Submarino.

O governo já admite reduzir a 62 anos idade para mulheres se aposentarem. Segundo a Folha, deputados devem apresentar, entre as mudanças da reforma, a redução da idade mínima para as mulheres, mantendo a dos homens em 65 anos.

Empresas poderão usar prejuízos para abater dívidas com a Receita. De acordo com o Valor, a medida faz parte do minipacote de medidas que Michel Temer deve anunciar hoje para estimular a economia, depois do vazamento das delações da Odebrecht.

A Comissão Mista de Orçamento aprovou o teto de gastos de 2017. O valor máximo será de R$ 3,5 trilhões, de acordo com a primeira decisão que já segue os parâmetros da PEC do Teto.

O Senado aprovou uma decisão que suspende a cobrança por bagagem nas viagens aéreas. A determinação do Senado suspende a decisão da Anac de liberar a cobrança de bagagens despachadas, alegando que a agência não cobrou contrapartida das empresas.

A Bolsa de Tóquio fechou em leve alta. O Nikkei subiu 0,1%, a 19.273,79 pontos, ajudado pela desvalorização do iene, mas com ganhos contidos pelas preocupações com a alta de juros do Fed.

Política e mundo

Centrão promete dar trabalho para aprovar reforma da Previdência. O deputado Paulinho da Força (SD-SP), afirmou que, mesmo tendo fechado o acordo com outros líderes partidários, o Centrão não está de acordo com o mérito da matéria.

Governo prepara minirreforma ministerial para reacomodar base. Entre os postos que estariam nesse troca-troca estão a Secretaria de Governo, o Ministério da Saúde e o Ministério do Trabalho, além de uma solução para Dyogo Oliveira, que se mantém interino no Ministério do Planejamento há sete meses.

Senado aprova reduzir parcelas de dívidas dos estados com União. Como contrapartida, os gastos públicos dos estados não poderão subir acima da inflação por dois anos.

STF suspende tramitação do projeto de medidas contra corrupção. Na decisão, Fux entendeu que houve um erro de tramitação na Câmara e determinou que processo seja devolvido pelo Senado.

Federal Reserve anuncia aumento dos juros nos Estados Unidos. A decisão foi unânime e já era esperada pelo mercado, alta de 0,25 ponto percentual nos juros leva a taxa base para a faixa entre 0,5% e 0,75%.

Argentina declara emergência social até 2019 contra pobreza. O objetivo é “garantir a paz social” no país e lutar contra o desemprego e a pobreza – atualmente em 32,2% da população – por meio de medidas como o aumento das dotações universais.

Desemprego na América Latina sobe 8,1%, arrastado pelo Brasil. Este número de 2016 significa que existem 25 milhões de desempregados na região, cerca de 5 milhões a mais do que no ano anterior.

Enquanto você desligou…

Braskem fecha acordo de leniência e vai pagar US$1 bi em multas. O anúncio acontece quase duas semanas após a Odebrecht, que controla da Braskem, assinar acordo de leniência com procuradores da Lava Jato.

Lamia anuncia indenizações para vítimas de tragédia aérea. O montante da indenização para cada vítima é de US$ 165 mil, segundo o estabelecido no Convênio Internacional sobre Aviação Civil.

Yahoo anuncia nova violação de dados de 1 bilhão de contas. As informações roubadas podem ter incluído nomes, endereços de e-mail, números de telefone, datas de nascimento, senhas e, em alguns casos, perguntas e respostas de segurança.

Petrobras atinge marca de 1 bi de barris produzidos no pré-sal. No Brasil, esse mesmo patamar só foi atingido na Bacia de Campos depois de 15 anos de produção comercial.

Ex-Albert Einstein, Claudio Lottenberg assume presidência da Amil. Edson Bueno, fundador da Amil, assume como executivo do UnitedHealth para a América Latina, incluindo o Brasil.

Agenda do dia

No Brasil, sai o IGP-10 da FGV e o IBC-Br de outubro do Banco Central. Além disso, a CNI divulga a confiança da indústria e do consumidor de dezembro.

Nos Estados Unidos, após alto de juros do Fed, sai o Índice Empire State Nova York, o IPC de novembro, o panorama de negócios do Fed da Filadélfia, os novos pedidos de seguro desemprego, o PMI da indústria de dezembro e o índico do mercado habitacional.