Temer aposta no STF e tudo para você ler antes de a Bolsa abrir

Em reunião com ministros, Temer se disse seguro de que o STF não o condenará mesmo que o plenário da Câmara aprove o prosseguimento da denúncia

São Paulo – Leia as principais notícias desta quinta-feira (06) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Temer diz que STF o inocentará em caso de derrota na Câmara. Segundo a Folha, na reunião de emergência convocada ontem com ministros, o presidente se disse seguro de que o STF não o condenará por corrupção mesmo que o plenário da Câmara aprove o prosseguimento da denúncia apresentada pela PGR.

Carrefour Brasil pode ter que pagar por uso da marca no país. Segundo apurou o Valor, o contrato de licenciamento da marca prevê que a subsidiária brasileira pague royalties trimestrais ao grupo Carrefour caso algumas metas financeiras sejam alcançadas.

PGR pede abertura de inquérito contra Serra no STF. Com base na delação de Joesley Batista, a PGR suspeita que Serra possa ter cometido o crime de caixa 2 eleitoral, prática que prevê até 5 anos de prisão.

Japão e União Europeia anunciam acordo de livre comércio. Os dois países concordaram “em princípio” com um acordo que deve ser anunciado oficialmente hoje.

Volkswagen eleva projeções de vendas de carro para 2017. Diante dos resultados de maio e junho, a expectativa cresceu de um a dois percentuais em relação à projeção do início do ano, segundo o Valor.

Política e mundo

Senado faz primeira sessão de discussão da reforma trabalhista. A oposição voltou a criticar o projeto e se queixou do acordo firmado pela base aliada com o governo para que a proposta seja aprovada sem alterações. O PT vai tentar suspender no STF a tramitação da reforma trabalhista.

Em meio à crise, Temer libera R$ 1,8 bilhão em emendas em junho. A maioria dos recursos  tem como foco deputados e senadores da base do governo. E a liberação é vista como uma espécie de moeda de troca entre o Palácio do Planalto e o Congresso.

Deputados venezuelanos saem do Parlamento após 7 horas de cerco. Grupo de simpatizantes de Maduro chegaram a invadir o prédio de maneira violenta, deixando oito parlamentares feridos. Os países fundadores do Mercosul repudiam violência na Venezuela.

EUA ameaçam Coreia do Norte com sanções e uso da força militar. A diplomata americana na ONU também alertou que Washington está preparado para interromper o comércio com países que comercializam com a Coreia do Norte em violação às sanções.

Enquanto você desligou…

TCU vai considerar delação de Joesley como prova no caso do Swift. Sherman afirmou que houve fornecimento de vantagem indevida pelo BNDES para a JBS concretizar a operação.

UE considera multa recorde em caso sobre Android, dizem fontes. A multa potencial deve superar a de 2,4 bilhões de euros. Se especialistas concordarem com as conclusões, isso pode abrir o caminho para que a Comissão Europeia decida contra Google até o fim do ano.

UE aprova compra pela PSA da Opel e da Vauxhall. Com a aquisição de 2,2 bilhões de euros, a PSA se tornará a segunda maior montadora europeia, atrás da alemã Volkswagen.

Programa Avançar prevê R$50 bi para infraestrutura. Diferentemente do PPI, que engloba projetos a serem concedidos, privatizados ou parcerias com o setor privado, o Avançar é um programa de obras públicas.

Vale vê possibilidade de Samarco retomar operações neste ano. O ofício foi motivado por uma nota divulgada pela BHP Billiton, sócia da Vale, de que provavelmente a Samarco não reiniciaria as operações este ano.

Agenda do dia

Nesta quinta-feira, sai a produção e venda de veículo de junho. Nos Estados Unidos, saem os dados dos estoques de petróleo da semana, o relatório ADP de variação de empregos privados e o índice de atividade não-industrial do ISM.