Siderúrgicas disparam na bolsa com possível ajuda do governo

Governo pode aumentar alíquotas de importação do aço

São Paulo – As ações das siderúrgicas registravam os maiores ganhos do Ibovespa na manhã desta quarta-feira.

Os papéis preferenciais da Usiminas subiam 13%, as ações ordinárias da CSN registravam ganhos de mais de 8%, enquanto as ações ordinárias da Gerdau subiam mais de 6%.

O mercado repercute a notícia de que o governo estuda medidas de proteção à indústria de aço brasileira, com aumento da alíquota de importação.

Segundo uma reportagem da Folha de S. Paulo, as alíquotas de importação de alguns produtos podem subir de 8% a 14% para entre 15% e 20%.

Segundo o jornal, se houver aumento do imposto, a medida será temporário, “até que o país volte a crescer.”

A reportagem afirma ainda que medida não é consenso dentro do governo. Enquanto o Palácio do Planalto e o Ministério do Desenvolvimento defendem a proposta, o Ministério da Fazenda argumenta que ela vai na contramão da necessidade de abrir mais a economia brasileira para torná-la mais competitiva.

No ano, as ações destas companhias acumulam perdas. No caso da Gerdau, a perda acumulada é de 38%, enquanto a Usiminas já caiu 44%. A CSN é a única que acumula alta, de 6%.