Questionada por credor chinês, Oi desaba na Bolsa

O China Development Bank quer esclarecimento sobre o plano de recuperação judicial da empresa

São Paulo – As ações preferencias da Oi registravam perdas de 19% nesta terça-feira. Os papéis eram negociados na casa dos 2 reais.

O mercado repercute a notícia de que um dos dos principais credores da Oi, o China Development Bank (CDB) pediu à Justiça do Rio de Janeiro que esclareça se a empresa apresentará um único e consolidado plano de recuperação judicial ou uma versão para cada uma das sete empresas do grupo que fazem parte do processo.

Segundo a reportagem do Estado de São Paulo, na lista de credores apresentada pela empresa, o CDB aparece com crédito de 2,41 bilhões de reais.

Apesar da baixa das ações, os papéis da Oi acumulam ganhos de 55% no mês e de 5% no ano.